jornnn

No mundo, 117 jornalistas assassinados em 2013

Estudo do International Press Institute apontou que de janeiro a dezembro de 2013, 117 jornalistas foram mortos, 21 deles no Brasil. O levantamento contabiliza apenas quem estava em exercício da profissão no momento do assassinato. O número torna o ano como o segundo mais letal para jornalistas desde que o estudo elaborado pela IPI foi iniciado em 1997. Com resultados relativos a 2013 divulgados pela entidade, 2012 segue como o mais violento da categoria, com 132 jornalistas mortos, segundo site do instituto.
Egito, Iraque, Líbia, Síria e Iemen, totalizaram juntos o maior número de profissionais assassinados: 38. O Haiti aparece com uma morte. Com seis mortes, o Brasil totalizou juntamente com Colômbia, Equador, Guatemala, Honduras, México, Paraguai e Peru 21 jornalistas mortos em trabalho.
com informações do Comunique-se

Postar um comentário

0 Comentários