jornnn

Invasão de núcleos de educação pode prejudicar a folha do magistério

unnamed

A invasão dos Núcleos Regionais de Educação pode acabar virando um tiro no pé da APP-Sindicato e causar prejuízo ao magistério. Estas unidades são responsáveis pela operação de toda a rede estadual de ensino e, entre outras obrigações, está a distribuição de aulas, inclusive as extraordinárias, que garante uma renda a mais ao professor.
Esta tarefa precisa acontecer na primeira semana do mês, sob pena do trabalho extra não ser incluído na folha de pagamento do magistério. Além disso, após a distribuição de aulas para os professores efetivos, o Estado faz o chamamento de professores temporários para completar a grade curricular da rede, de modo que não falte educador em sala de aula.
“Com os núcleos ocupados, todo este trabalho fica prejudicado”, afirma o chefe da Casa Civil Valdir Rossoni. Ele reforçou que o governo tem todo o interesse no diálogo com os sindicalistas da APP, ressaltando que toda negociação deve ser pautada pela realidade do Estado e do País.
“Estamos fazendo ajustes internos para honrar os compromissos com os servidores públicos”, afirma Rossoni. “APP não quer perceber que o Paraná faz um esforço enorme para pagar os salários do funcionalismo em dia, diferente de outros estados”, completa o secretário, lembrando que em janeiro a folha incluiu o terço de férias e as promoções e progressões de carreira.
Rossoni explicou que as medidas adotadas pela Secretaria da Educação, com relação a hora-atividade e distribuição de aulas extraordinárias, passaram por um profundo estudo técnico e que vários setores da educação foram ouvidos. “Ouvimos aqueles que querem o diálogo”, ponderou, reafirmando que num momento de crise todos precisam dar uma cota de sacrífico.

Postar um comentário

0 Comentários