jornnn

Saiba o que fazer em caso de emergência neste fim de ano

Preparamos um guia para você cuidar da sua saúde caso acidentes tentem atrapalhar a festa de Ano Novo

Pedro Serápio/Arquivo Gazeta do Povo / Se for lançar fogos de artifício, verifique sempre o pavio, direcione o rojão para longe de janelas e pessoas e contra o vento  
Se for lançar fogos de artifício, verifique sempre o pavio, direcione o rojão para longe de janelas e pessoas e contra o vento .


As festas Ano Novo são ocasiões em que a família e os amigos se reúnem para se divertir, comer e beber bem. Muitas vezes, no entanto, essa bela imagem acaba tendo que ser substituída por correria e preocupação quando pequenas – ou grandes – emergências acontecem inesperadamente.
A Gazeta do Povo entrou em contato com os médicos Aléxei Volaco e Marcelo Del Omo Sato, do Departamento de Atenção Primária à Saúde da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) e preparou um guia rápido para evitar que a alegria do fim de ano se transforme em um grande transtorno. Saiba o que fazer em caso de cortes, reações alérgicas, queimaduras , diarreia e ressaca.

Cortes
Para se prevenir: Não manuseie facas e objetos cortantes se tiver bebido e/ou em ambientes escuros. É bom verificar se a vacina antitetânica foi reforçada nos últimos 10 anos.
Primeiras medidas: Limpe o ferimento com água. O membro que estiver sangrando precisa ser elevado, pressionado com um pano limpo e coberto. Se alguém for auxiliar a pessoa que se cortou, é importante estar com as mãos limpas.
Quando procurar um médico: Se o corte acontecer no rosto e/ou o sangramento não parar depois de 10 minutos de compressão direta. Se resíduos permanecerem na ferida e/ou bordas do corte permanecerem abertas.
Reações alérgicas, inclusive por picadas de insetos
Para se prevenir: Saiba o que causa a alergia. Para isso, converse com seu médico para investigar quais substâncias desencadeiam a reação. Caso seja alérgico a insetos, mantenha telas nas janelas, use repelentes, dedetize e limpe ambientes.
Primeiras medidas: Caso seja uma reação leve, use compressas úmidas na área em que a reação estiver acontecendo e use anti-histamínicos e cremes com corticoide, conforme orientação do seu médico. Em casos mais graves, ligue imediatamente para o SAMU, no 192 e tente tranquilizar o paciente. Se ele tiver falta de ar, mantenha as vias aéreas abertas.
No caso de picadas de inseto, retire o ferrão, se ele existir, lave a região picada com água e sabão e, caso houver recomendação médica, use pomada anti-inflamatória. Mantenha as unhas cortadas para não se ferir ao coçar a picada.
Quando procurar um médico: Se houver uma piora rápida dos sintomas, inchaço nos lábios, língua e garganta, chio no peito, falta de ar e rouquidão, além de tontura, sudorese e desmaio.
Queimaduras, inclusive por causa de fogos de artifício
Para se prevenir: Mantenha-se distante das chamas e seja cuidadoso. Se for lançar fogos de artifício, verifique sempre o pavio, direcione o rojão para longe de janelas e pessoas e contra o vento.
Primeiras medidas: Esfrie a queimadura com água gelada ou corrente e proteja o ferimento com um pano limpo. Não acredite em ditos populares.

Quando procurar um médico: Sempre que houver incidente com fogo, acione o Corpo de Bombeiros pelo 193 e procure um médico.
Diarreia
Para se prevenir: Lave as mãos antes das refeições. Só coma alimentos de estabelecimentos inspecionados e beba água filtrada ou fervida e, nas ceias, não coma demais.
Primeiras medidas: É importante se hidratar oralmente com soro caseiro (250 ml de água filtrada ou fervida, uma colher de sopa de açúcar e outra colher de chá de sal) e repousar.
Quando procurar um médico: Se a pessoa estiver vomitando por mais de 12 horas ou tendo diarreia por mais de cinco dias, com febre e sinais de desidratação mesmo depois de ingerir líquidos. Os sinais de desidratação incluem depressão, boca muito seca, lábios azulados, olhos encovados, perda de peso e moleira deprimida nos bebês.
Ressaca
Para se prevenir: Simples: não exagere no álcool. Uma sugestão é comer enquanto estiver bebendo.
Primeiras medidas: Repousar e repor o líquido que foi perdido com a bebedeira com água e sucos de frutas. Se estiver com fome, coma alimentos leves.
Quando procurar um médico: Se a ressaca não passar depois de um dia, se houver vômitos incessantes por mais de três horas. Sensação de formigamento e dores no peito são sinais de alerta. Da Gazeta do Povo.
.

Postar um comentário

0 Comentários