jornnn

PRP lança candidatura de Ogier Buchi para o Governo do Paraná


ogierDo G1 PR:
O Partido Republicano Progressista (PRP) definiu que terá candidato próprio nas eleições para o Governo do Paraná neste ano. Em convenção realizada neste domingo (29), em Curitiba, a legenda lançou o nome de Ogier Buchi como postulante ao cargo majoritário do estado. O partido também terá na figura de Mauri Viana o candidato ao Senado.
“O meu partido tem 44 propostas para o Paraná. Essas propostas estão elencadas em um eixo, e este eixo, submetido ao propósito especifico de desenvolver o estado do Paraná. O Paraná precisa voltar a se desenvolver, voltar a crescer (…). O Paraná terra de todos os povos, terra de todas as gentes e terra do futuro. Não é bem isso que todos nós sentimos em relação ao nosso estado, hoje. Então, comigo no governo, o Paraná vai se desenvolver. E para este desenvolvimento eu tenho propostas”, disse Ogier Buchi, que também afirmou que o PRP não irá sozinho para a disputa eleitoral.
Com relação às eleições proporcionais, que definem os deputados estaduais e federais, não houve definição. Assim como afirmou o candidato ao governo, o presidente do PRP, Jorge de Paula Martins, adiantou que a legenda tem a intenção de coligar com mais três partidos. A definição se dará na segunda-feira (30).
Conforme o andamento destas possíveis coligações, será definido o nome do candidato a vice-governador. Ogier Buchi demonstrou ter preferencia por uma candidata. “O tempo é das mulheres fortes”, disse.
Perfil
Ogier Buchi é formado em direito e jornalismo. Ele tornou-se conhecido pelos comentários políticos nos meios de comunicação paranaense.
Candidaturas definidas
Os partidos têm até 30 de junho para realizarem as convenções e definirem o posicionamento para as eleições de outubro. No Paraná, além da candidatura de Ogier Buchi, também já foi oficializada a candidatura de Bernardo Pilotto (PSOL), Beto Richa (PSDB), Geonísio Marinho (PRTB), Roberto Requião (PMDB), Rodrigo Tomazini (PSTU), Silvio Barros (PHS). Há ainda o nome de Gleisi Hoffmann (PT) que deve ser confirmado pelo partido na segunda-feira.

Postar um comentário

0 Comentários