jornnn

Doleiro Alberto Youssef é condenado a quatro anos de prisão

youssef condenado

O doleiro Alberto Youssef foi condenado nesta quarta-feira (17) a quatro anos e quatro meses de prisão por empréstimos fraudulentos que fez no Banestado, banco estatal do Paraná que fez uma série de operações ilegais com dólar nos anos 1990.
Youssef havia sido perdoado por esse crime no acordo de delação premiada que fez em 2004. Mas, como Youssef desrespeitou a promessa de não voltar a atuar no mercado paralelo de dólar, o processo foi reaberto em maio deste ano pelo juiz Sergio Moro, responsável pela operação Lava Jato. A ação penal havia sido instaurada em 2003.
É a primeira condenação do doleiro desde que ele foi preso em 17 de março deste ano pela Operação Lava Jato da Polícia Federal, sob acusação de comandar esquema de lavagem que teria movimentado R$ 10 bilhões.
Segundo decisão do juiz, a ação penal provou que o doleiro obteve um empréstimo em agosto de 1998 de US$1,5 milhão da agência do Banestado que fica nas Ilhas Cayman, no Caribe, depois de pagar US$ 131 mil de propina ao diretor de operações internacionais do banco. O empréstimo foi obtido pleo doleiro para uma importadora de carros, chama Jabur Toyopar.
O próprio Youssef confessou no acordo de delação que fez em 2014 que o US$1,5 milhão foi internado no Brasil pelo mercado paralelo, e não pelo Banco Central, como prevê a legistalação.
A propina foi paga porque o gerente sabia da ilegalidade da operação.
Ele foi absolvido da acusação de gestão fraudulenta de instituição financeira.
Cabe recurso à decisão do juiz.

Postar um comentário

0 Comentários