jornnn

Ginastas apoiadas pela Fomento Paraná conquistam campeonato nacional

As atletas da Associação de Ginástica Rítmica - AGIR têm conseguido destaque nas competições que participam. No Campeonato Brasileiro de 2016 realizado em Manaus, nas categorias pré-infantil (para ginastas entre nove e 12 anos) e infantil (entre 11 e 12 anos), a equipe conquistou seis troféus e ainda conseguiu 23 pódios. Já no Paranaense, que ocorreu em Cascavel, foram dez títulos e 33 pódios.
“Além desses troféus, conseguimos três vagas na equipe que representará o Brasil no Campeonato Sul-americano, que vai acontecer na Bolívia em outubro. Pelos resultados, somos a melhor equipe do país nessas categorias. Há oito anos sempre estamos nos pódios das competições nacionais”, afirma a coordenadora da AGIR, Marcia Naves.
Uma das medalhistas é a Bárbara Domingos, de 16 anos, que treina na associação há dez anos. “Treino de segunda a sábado, gosto muito da ginástica e ainda ganho títulos”, afirma a atleta. “Sou tricampeã brasileira e sul-americana”, comemora.
“Aqui a gente é mãe, responsável, educadora. O dia a dia é muito puxado, elas treinam muito”, cita Fabiana Niedzwiedz, técnica da AGIR. “Preparamos diariamente as meninas para os campeonatos”, completa.
A associação conta atualmente com 40 atletas em idades de competição, dos oito aos 17 anos), além da busca constante por novos talentos – a associação tem em torno de 80 crianças cadastradas (entre quatro e 17 anos).
MENINAS CAMPEÃS - De acordo com a coordenadora, a associação busca a excelência na modalidade. “Assim que as meninas começam a praticar a ginástica rítmica, elas se apaixonam. E o nosso único objetivo é formar campeãs”, afirma Marcia.
Para manter o projeto em funcionamento, uma vez que a associação não tem fins lucrativos e cobra taxas simbólicas das atletas, a AGIR busca apoio com empresas por meio da Lei de Incentivo ao Esporte.
Para a coordenadora Marcia Naves, o patrocínio é muito importante para a manutenção do projeto e a descoberta de novos talentos, futuras atletas da modalidade. “Sem o patrocínio, a AGIR nem existiria. É fundamental para o esporte, pois são muitos custos, desde o pagamento da equipe técnica até participação em torneios nacionais e internacionais, inclusive. Mesmo porque 90% das crianças participantes são carentes, que não têm como se manter no esporte”.
APOIO GOVERNAMENTAL - Uma das atuais apoiadoras do projeto em 2016 é a Fomento Paraná, instituição financeira de desenvolvimento do Governo do Estado, por meio da Lei de Incentivo ao Esporte.
De acordo com o diretor de mercado e relações institucionais da instituição, Luiz Renato Hauly, o apoio ao projeto de ginástica rítmica é uma forma interessante de exposição da marca Fomento Paraná. “Atingimos um público grande que está de olho nos campeonatos e associamos a Fomento à marca vencedora da equipe Agir”, comenta Hauly.
Há oito anos trabalhando com patrocínios empresariais, Marcia Naves explica que já contou com apoio de muitas corporações, porém com a crise econômica as opções diminuíram muito. “Um professor amigo nosso sugeriu a Fomento e apresentamos o projeto lá. Foi uma grata surpresa porque é uma empresa no nosso estado e é importante apoiar iniciativas locais sérias, como a AGIR”, lembra Marcia.
HISTÓRIA - A Associação de Ginástica Rítmica – AGIR existe há 11 anos e é pioneira no Paraná em relação a projetos vinculados à Lei de Incentivo ao Esporte do Governo Federal. Atualmente, treina no ginásio da Universidade Positivo, no Campo Comprido, em Curitiba. Todos os anos faz “peneiras” para seleção de potenciais ginastas.
GINÁSTICA - A ginástica rítmica é um esporte olímpico que combina movimentos corporais a elementos de balé e dança teatral, realizados em coreografias harmonizadas com músicas e coordenados com os aparelhos, que são a corda, o arco, a bola, as maças e a fita.

Postar um comentário

0 Comentários