jornnn

PMDB de Foz do Iguaçu segue firme sem Claudio Rorato



Segundo informações, em reunião realizada na noite de ontem, onde a executiva municipal do partido oficializou a desistência de Claudio Rorato ao pleito eleitoral 2016, os pré-candidatos a vereador do PMDB ficaram inicialmente assustados, mas depois de algumas informações repassadas pela executiva, como por exemplo, a não coligação na proporcional com o PEM, muitos correligionários até comemoraram. A razão é o seguinte, que com a candidatura de Claudio a coligação com o PEM estava quase concretizada, oque somaria na legenda o Dr. Brito, os então vereadores Marino Garcia e Rudinei de Moura, que somando com Paulo Rocha tornaria um chapão da morte, com probabilidades quase impossíveis de se eleger um novo nome. Seguindo também foi informado que á possibilidades da coligação com a chapa de Rodrigo Mansur da Rede Sustentabilidade que segundo cálculos se efetivada a aliança poderão conquistar até cinco cadeiras no legislativo, dando espaço para novos nomes.
Outra opção é a aliança com a chapa do pré-candidato Chico Brasileiro PSD, que também poderia segundo previsões levar a maior bancada a Câmara neste pleito, também foram cogitados nomes de candidatos próprios como os correligionários Dobrandino da Silva e Adré Rorato. Assim segue o
Partido do Movimento Democrático Brasileiro fortalecido com a chapa de pré-candidatos a vereador completa e com possibilidade de candidatura própria em Foz do Iguaçu.

Postar um comentário

0 Comentários