jornnn

Haja Rivotril


Nos corredores do Centro Cívico é comum o encontro entre duas legiões de desesperados. Uma é a que morre de medo dos desdobramentos da Lava Jato depois da delação de Nelson Leal. Treme de paúra com a informação de que novas operações vão acontecer depois das eleições presidenciais e que muita gente pode passar o Natal e o Ano Novo na cadeia.
A outra legião de ansiosos é a dos políticos e apaniguados que pretendem garantir um cargo, uma sinecura, uma benesse no próximo governo. Ratinho Jr, fechado em copas, acentua o desespero dessa turma que tem gente de todas as cataduras, do alto e do baixo clero, sem distinção de partidos. Na semana, uma turma de petistas ou ex-petistas andou rondando a cerca, louquinha para passar do outro lado, onde o pasto dos vencedores é farto e verdejante.
Onde ficaram, a seca é cada vez maior. E a esperança de vitória de Haddad para conseguir uma boquinha em Itaipu já foi pelo ralo.

Postar um comentário

0 Comentários