jornnn

Curitiba ganha clínica pioneira para diagnóstico e tratamento de homens

O prefeito Rafael Greca e a secretária municipal da Saúde de Curitiba, Márcia Huçulak, inauguraram, na manhã desta segunda-feira (10/12), a clínica e-COA, na Rua Brigadeiro Franco, 1.300, no Centro. A clínica e-COA é uma extensão do já tradicional Centro de Orientação e Aconselhamento (COA), localizado no bairro São Francisco, que oferta serviços de diagnóstico e tratamento de infecções sexualmente transmissíveis (ISTs) para usuários da rede municipal de saúde de Curitiba.
principal
Ao contrário do COA, porém, a nova clínica ofertará os serviços em horário alternativo, das 17h às 22 horas, de terça à sexta-feira. Além disso, o público alvo da e-COA é homens residentes em Curitiba, com foco em homens que fazem sexo com outros homens e gays do sexo masculino. A nova clínica abre as portas para atendimentos a partir desta terça-feira (11/12).
Este é o primeiro serviço público de saúde do País com esse perfil: atendimentos relacionados a ISTs em horário alternativo e com foco na chamada população-chave, ou seja, aquela população mais vulnerável devido à alta concentração de casos de HIV/Aids.
“Curitiba sai na frente na proteção das vítimas do HIV e de outras doenças sexualmente transmissíveis. As instalações estão maravilhosas e os equipamentos são de ponta”, afirmou o prefeito Rafael Greca. “Curitiba quer mostrar para o Brasil um caminho. Esse centro pioneiro será usado como experiência e poderá ser implantado em outros locais do País”, complementou.  
“Esse é mais um investimento na saúde pública de Curitiba. Um serviço de qualidade e pioneiro no país.  O compromisso do prefeito Rafael Greca e o nosso compromisso é na melhoria continua do sistema de saúde pública de Curitiba”, afirmou Márcia.
Serviços
A nova clínica e-COA oferecerá diagnóstico com testagem rápida de HIV, hepatites B e C, clamídia, gonorreia e sífilis, entre outros.  O serviço também ofertará o início do tratamento para Aids/HIV e o referenciamento do paciente à unidade de saúde para acompanhamento. Haverá, ainda, oferta de Profilaxia Pós-Exposição ao HIV (PEP) e Profilaxia Pré-Exposição ao HIV (Prep).
Além da testagem rápida de HIV na própria clínica, haverá também a possibilidade de solicitar o autoteste de HIV pela internet, pelo site www.ahoraeagora.org, e retirar o exame de um armário de autoatendimento localizado na e-COA e realizar em casa.
A clínica e-COA ofertará, ainda, vacinas do calendário adulto e adolescente, tratamento para sífilis, clamídia, gonorreia, e cauterização de verrugas de HPV. Os tratamentos são ofertados junto com um serviço de “linkagem”, em que o paciente é acompanhado por um profissional, que atua como “anjo da guarda”, dando suporte emocional e técnico.   
Parceria
A clínica e-COA é uma iniciativa financiada por um acordo de cooperação entre a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC, da sigla em inglês), em parceria com o Ministério da Saúde e Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba (SMS).
“Fico muito honrado de estar aqui com vocês e ver o progresso do trabalho. É um bom sinal, que Brasil e Estados Unidos estão cooperando nesta área importante. Temos um programa desde 2003 nesta cidade, que é uma cidade pioneira. Curitiba é uma cidade especial”, afirmou o cônsul geral dos EUA em São Paulo, Adam Shub, presente na inauguração.
“Eu sou grato ao governo do Estados Unidos, ao Ministério da Saúde e à valorosa Fundação Oswaldo Cruz. Agradeço pelos equipamentos e pelo custeio do aluguel desta casa. Vamos operar com a eficiência curitibana”, agradeceu o prefeito.
Estiveram presentes à inauguração da clínica e-COA também a adida de saúde da Embaixada dos EUA no Brasil, Amy Dubois; o diretor do CDC Brasil, Aristides Barbosa; a vice-diretora de Programas do CDC Brasil, Nena Lentini; a vice-diretora de Ciências e Epidemiologia do CDC Brasil, Ana Carolina Santelli; o diretor administrativo do departamento nacional de Vigilância, Prevenção e Controle das ISTs, do HIV/Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, Fábio O’Brien; a pesquisadora-titular da Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca da Fundação Oswaldo Cruz, Marly Cruz; o assessor de Políticas de Diversidade Sexual da Prefeitura, Allan Johan; o diretor do Centro de Epidemiologia da SMS, Alcides Oliveira; a supervisora do distrito sanitário Matriz, Tereza Kindra e coordenadora do Programa Municipal de DST/Aids e Hepatites Virais da SMS, Liza Rosso.


Serviço: Clínica e-COA
Endereço: Rua Brigadeiro Franco, 1.300, Centro. 
Horário de atendimento: 17h às 22 horas, de terça à sexta-feira.
Público: homens residentes em Curitiba.

Postar um comentário

0 Comentários