jornnn

Servidores protestam por reajuste

da Banda B
Em greve desde a última quarta-feira (26), servidores estaduais estão reunidos para protesto pelo pagamento do reajuste de 4,94% referente à inflação dos últimos doze meses, na manhã desta segunda-feira (01). Cerca de 10 mil servidores se concentraram na Praça Santos Andrade, em frente ao prédio histórico da Universidade Federal do Paraná (UFPR), e seguiram em caminhada no final da manhã até o Palácio Iguaçu, no Centro Cívico, em Curitiba.
O Presidente da APP-Sindicato e professor, Hermes Leão, explicou à Banda B que servidores do interior, professores, funcionários de escola e demais servidores estão concentrados no ato. “Quem não conseguiu vir para Curitiba também está realizando um ato em algumas regiões do interior. Os professores e funcionários das escolas representam 64% do conjunto de servidores, mas todas as categorias estão sendo representadas hoje” afirmou.
Segundo o professor, a greve irá continuar se o governador, Ratinho Junior, não apresentar uma proposta. “O governador pediu um voto de confiança e foi dado. Não dá pra continuar fazendo uma luta, desgastante para todos nós, apenas porque o governador não tem a humildade do dialogo, respeito e valorização prometido em campanha” esclareceu.
Ainda de acordo com Leão, a greve é legitima e agora é o momento de Ratinho Junior ter iniciativa para debater os pontos. “Não tem legitimidade politica o governador pedir prazo para debater, ele conhece o Estado. Ficou por seis anos no governo Beto Richa e apoiou o reajuste ano passado”, defendeu.
Lemos explicou que os servidores estão buscando a mediação com o Ministério Público Estadual, além dos deputados que já apoiam a greve. “O governador não precisa se reunir com nenhum servidor, até por que não fez isso até agora. É só mandar a proposta por algum mediador que nós temos toda a disposição de avaliar elas” concluiu.
O Governo já informou que não negocia enquanto os servidores estiverem em greve.

Postar um comentário

0 Comentários