jornnn

Fachin liberou Lula ou quis salvar Moro?

No mundo jurídico deste país de bacharéis, discute-se sobre a atitude do ministro Edson Fachin, do STF. Afinal, ele quis fazer justiça a Lula ou cometeu uma chicana para salvar o ex-juiz Sergio Moro? O certo é que ao anular todos os atos de Sergio Moro nas ações penais contra Lula na Lava Jato de Curitiba, Fachin declarou também a perda de objeto do habeas corpus que buscava declarar a suspeição de Moro nos processos. A medida impede a Segunda Turma de julgar se Moro foi ou não parcial nos casos. Fachin anulou seus atoa apenas com base na competência, por considerar que os processos não poderiam tramitar na 13ª Vara de Curitiba.

Assim, Fachin não analisou se Moro agiu politicamente contra Lula, como alega a defesa do ex-presidente. Afirmou apenas que não cabia à 13ª Vara de Curitiba analisar as ações, que agora serão remetidas à Justiça Federal de Brasília, recomeçando do zero.

A expectativa era de que a suspeição fosse analisada pela Segunda Turma ainda neste semestre. Na mesma decisão, Fachin ainda declarou a perda de objeto de outros 9 habeas corpus e quatro reclamações de Lula que questionavam a condução dos processos.

Postar um comentário

0 Comentários