jornnn

Relatório que aponta irregularidades na greve do transporte foi entregue ao Prefeito

Denúncia da Câmara fez com que justiça determinasse retorno do serviço

Relatório que aponta irregularidades na greve do transporte foi entregue ao Prefeito

Foto: AMN

A comissão do transporte da Câmara Municipal fez um levantamento e concluiu que houve irregularidades na greve do serviço na cidade. O relatório com esses dados foi entregue nesta sexta-feira, 23 de abril, ao Prefeito Chico Brasileiro (PSD). A denúncia da Câmara fez com que justiça determinasse retorno do serviço com uma liminar assinada pelo Desembargador do Trabalho, Célio Horst Waldraff. A decisão fixou como obrigação a manutenção de 60% da frota circulante. E, como se trata do total da frota, corresponde a aproximadamente a 92 ônibus e 40 a mais do que estavam rodando anteriormente. Realizaram a entrega do documento ao prefeito os vereadores: Anice Gazzaoui (PL), Edivaldo Alcântara (PTB), Jairo Cardoso (DEM) e o presidente do Legislativo, vereador Ney Patrício (PSD).

O Prefeito Chico Brasileiro falou sobre a entrega do relatório: “o trabalho que a Câmara fez é de grande relevância e vai contribuir com processo interno que a Prefeitura tem. Esse processo administrativo avalia, do ponto de vista jurídico, todas quebras, as cláusulas contratuais que não estão sendo cumpridas para que a gente possa, diante da lei, tomar as providências devidas”, afirmou o Prefeito Chico Brasileiro (PSD).

A Presidente da Comissão do Transporte, vereadora Anice Gazzaoui (PL), destacou: “Com a decisão, o consórcio deve colocar pelo menos mais 40 ônibus circulando no município. Então isso é muito importante, é uma conquista muito grande desta Casa de Leis e agradecemos a todos que nos subsidiaram com informações”, pontuou a Vereadora Anice Gazzaoui (PL).

O presidente do Legislativo, vereador Ney Patrício (PSD), pontuou “Com a decisão, com o aumento de mais ônibus para atender população não se esgota aqui a discussão e a necessidade de melhorias para o transporte na cidade. Esse trabalho da comissão da Câmara já deu resposta à sociedade de que é possível aos poucos construirmos melhorias para o transporte público da cidade”.

A liminar determinou a volta dos serviços, após a greve que já durava 08 dias, sob pena de multa de 40 mil reais por dia em caso de descumprimento por parte da empresa e de 30 mil reais por dia ao sindicato, em caso de descumprimento Posterior à entrega, a comissão também esteve no terminal de transporte urbano para verificar se houve retorno das atividades.

Outros membros da comissão também se posicionaram. “Fico feliz com o trabalho da comissão. A retomada do transporte é também a retomada da economia”, disse o relator da CE, Vereador Edivaldo Alcântara (PTB). “Recebemos com muita alegria a retomada das atividades do transporte. Mas, o trabalho não se encerra por aqui, continuamos buscando melhorias para o serviço em Foz”, disse o vereador Jairo Cardoso (DEM). 

Diretoria de comunicação CMFI.

Postar um comentário

0 Comentários