jornnn

GAECO DETONA OPERAÇÃO “DESVIADOS II” PRENDENDO 15 POLICIAIS MILIARES

Na manhã desta quarta-feira (30/06/2021), o Núcleo Regional do GAECO de Foz do Iguaçu, com apoio da Corregedoria-Geral da Polícia Militar do Paraná, deflagrou a chamada Operação “Desviados II”1. Foram cumpridos, nesta data, 15 (quinze) mandados de prisão preventiva e suspensão do exercício das funções públicas, além de 23 (vinte e três) mandados de busca e apreensão, nos Municípios de São Miguel do Iguaçu, Missal, Foz do Iguaçu e Cláudia/MT, sendo um deles cumprido nas dependências da 2ª Companhia da Polícia Militar de Medianeira/PR.
Todos os alvos são Militares lotados, à época dos fatos, na precitada Companhia da Polícia Militar. A investigação apura a suposta prática, pelos agentes, dos delitos de organização criminosa, peculato, prevaricação e falsidade ideológica.

Durante as investigações, restou demonstrado, a princípio, que os Policiais Militares alvos, utilizando-se do cargo público que ocupavam, ao abordarem pessoas com mercadorias oriundas do estrangeiro (especialmente Paraguai), sem o devido pagamento de tributos, se apropriam indevidamente de parte ou totalidade dos produtos, com liberação do abordado, incidindo, assim, nos crimes militares de
peculato e prevaricação. Ainda, para conferir aparente legalidade à abordagem, registravam boletins de ocorrência ideologicamente falsos, com informações genéricas, sem a descrição pormenorizada dos produtos apreendidos, o que lhes facilitava o suposto desvio de parte ou totalidade da carga.
Durante o cumprimento dos mandados foram recolhidos armas da Corporação, distintivos, coletes balísticos, cédulas funcionais, além de apreendidos documentos diversos, equipamentos eletrônicos, celulares e valores em espécie.
Os mandados de prisão preventiva, afastamento do exercício das funções públicas e busca e apreensão foram expedidos pelo Juízo da Vara da Auditoria Militar Criminal de Curitiba/PR.

1 Desdobramento da chamada Operação “Desviados”, deflagrada pelo GAECO/Foz em 10/12/2019, que ensejou na prisão preventiva de 10 (dez) Policiais Militares lotados, à época, no Destacamento da Polícia Militar de Santa Terezinha de Itaipu/PR, além da prisão de 03 (três) civis, os quais foram denunciados pela prática dos crimes de organização criminosa, peculato, prevaricação e falsidade ideológica.

Postar um comentário

0 Comentários