jornnn

Aéreas anunciam voos extras e regulares para Foz do Iguaçu

 Quatro companhias aéreas começam a operar com voos regulares e chaters ao Aeroporto Internacional das Cataratas

Data de publicação: 12/08/2021 - PMFI

Foto: Jonathan Campos/AEN.

Com o avanço da vacinação contra a covid-19 e a temporada do verão 2021/2022, as companhias aéreas projetam voos extras e a volta de linhas regulares para Foz do Iguaçu. A retomada da malha aérea já consta na planilha de agosto da Infraero com até 26 operações diárias no Aeroporto Internacional Cataratas.

A Azul anunciou que colocará 30 voos extras para atender a demanda no feriado de 7 de setembro (Dia da Independência). As partidas adicionais serão dos centros movimentados de conexões - Belo Horizonte (MG) e Campinas (SP), com destinos às principais cidades turísticas do país - entre elas, Foz do Iguaçu.

O Aeroporto Internacional de Belo Horizonte receberá a maior parte das operações extras com novos voos diretos para Foz do Iguaçu. “Esse incremento na capital mineira nos ajudará a alimentar a oferta em um dos nossos principais centros de conexão, atendendo a demanda de diversas regiões do país que contam com conexões em BH”, explicou a gerente de Planejamento de Malha da Azul, Beatriz Barbi.

“Os feriados do último trimestre já são uma amostra do que será a próxima alta temporada, aliás, as pessoas estão sendo vacinadas e a pandemia se mostra sob um controle maior neste momento”, completou Beatriz Barbi. As passagens, segundo ela, já estão à venda nos canais da companhia.

Outra boa notícia para o Destino Iguaçu vem da Nella Airlines Group, controlada pelo brasileiro Mauricio Araújo de Oliveira Souza, que anunciou a compra da Amaszonas Línea Aerea. A empresa, que tem voos de Guarulhos (SP), Bolívia, Chile e Paraguai, deve retomar voos regulares para Rio de Janeiro, São Paulo e Foz do Iguaçu (operações interrompidas pela pandemia).

Voos charters

A operadora ViagensPromo anunciou  para o mês de agosto voos charters (alugados) de São Paulo, Goiânia e Campinas, com destino ao Resort La Torre (Porto Seguro e Villa Rosa (São Roque), Grand Palladium Imabassaí (BA) e Mabu Thermas Grand Resort (Foz do Iguaçu). As viagens serão operadas em aeronaves da Gol.

A companhia chilena de low-cost (voos econômicos) JetSmart só espera a reabertura de fronteiras do país para voltar a voar até Foz do Iguaçu. O início da operação do Destino Iguaçu com a capital Santiago (Chile) está previsto para setembro, inclusive com venda de passagens já aberta no site da empresa.

A JetSmart iniciou os voos ligando Foz do Iguaçu a Santiago no início de janeiro do ano passado. A operação, em duas vezes por semana (quinta-feira e domingo), foi encerrada em meados de março devido a pandemia. Na época, a empresa operava voos com Salvador (BA) e projetava para a metade do ano ligação com São Paulo.

Retomada

O anúncio de voos extras e a volta de voos regulares confirmam a retomada da malha aérea do aeroporto de Foz, que terá ainda em agosto uma média superior a 21 voos diários. Em algumas datas, estão programados 26 pousos e decolagens, bem próximo aos 30 voos realizados a cada 24 horas antes da pandemia.

O terminal é um dos principais termômetros do turismo do destino Iguaçu. Para o mês, estão programados 666 voos regulares, conforme a planilha da Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária) que pode ter alterações, caso alguma companhia aérea solicite operação extra para atender a demanda.

Para o período, a Azul anunciou início da operação de voos fretados de três cidades paranaenses direto para a Serra Gaúcha. Serão três por semana com saídas de Maringá (as segunda, quinta e sábado) e de Londrina com saídas às quartas, sextas e domingos. "Além, é claro, dos voos diretos e diários de Foz do Iguaçu", diz a empresa.

Postar um comentário

0 Comentários