jornnn

Canaviais do Norte Pioneiro geram renda e energia

 


O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) destacou nesta segunda-feira, 16, a vitalidade dos canaviais plantados no Norte Pioneiro, que estão gerando renda e também grande qualidade de energia elétrica. Com milhares de hectares cobertos com cana-de-açúcar, a região é uma das grandes produtoras do Estado.


“A cana sempre esteve presente na economia da região e agora aparece com ainda mais força. É uma cultura de mobiliza milhares de pessoas e fonte de renda para muitas famílias. Muita gente foi capacitada para este novo momento e aquela figura do boia fria vai se perdendo no tempo”, disse Romanelli.


No Governo do Estado, Romanelli lembra que buscou a capacitação dos trabalhadores do corte de cana para às novas tecnologias adotadas com o uso de maquinários. E ainda alternativas para a permanência – sobretudo dos mais jovens – no mercado de trabalho, qualificados para outras funções por conta das novas tecnologias.


Evolução - A cultura da cana de açúcar, disse Romanelli, agregou muita tecnologia e isso tem revigorado o setor. “Houve uma grande evolução no plantio e manejo da cana. Hoje é um produto que rende muito mais do que açúcar e álcool. É uma fonte de geração de energia que fica cada dia importante”, avalia.


Romanelli cita o caso da Usina Jacarezinho, que produz 25 MWh de eletricidade a partir do bagaço da cana. A empresa processa 2,5 milhões de toneladas do produto e consome 10MWh de energia própria. Os 15 MWh excedentes foram colocados à disposição para venda e o volume pode abastecer uma cidade de 33 mil habitantes.


A Usina Jacarezinho tem 264 produtores integrados e processa a cana plantada no próprio município e em cidades como Cambará, Bandeirantes, Andirá e Santo Antônio da Platina. Atualmente, 98% da produção já é mecanizada, restando 2% de pequenos agricultores que ainda não conseguiram avançar para as máquinas.


A produção da cana-de-açúcar em Jacarezinho é tema de uma reportagem da série “Paraná que alimenta o mundo” da Agência Estadual de Notícias. O material mostra o potencial do agronegócio paranaense.

Postar um comentário

0 Comentários