jornnn

MPF pede o bloqueio de bens de Ricardo Barros

SEDE DA PROCURADORIA DO MPF EM BRASÍLIA

O Ministério Público Federal voltou a pedir na Justiça o bloqueio de cerca de R$ 20 milhões em bens do deputado Ricardo Barros (PP), líder do governo Bolsonaro na Câmara, de quatro servidores e ex-servidores do Ministério da Saúde e da empresa Global Saúde. A informação é de Márcio Falcão e Fernanda Vivas, da TV Globo, no G1.

A procuradora da República no Distrito Federal, Carolina Martins de Oliveira, fez o pedido hoje dentro de uma ação de improbidade administrativa que apontou irregularidades na compra de remédios na gestão de Barros à frente do Ministério da Saúde durante o governo Michel Temer (2016 a 2018). As irregularidades, dizem os procuradores, envolvem a compra dos medicamentos para tratamento de doenças raras, com três pagamentos antecipados de quase R$ 20 milhões. Os remédios nunca foram entregues. A contratação envolve a empresa Global Saúde, sócia da Precisa Medicamentos, alvo da CPI da Pandemia por conta de irregularidades na compra da vacina Covaxin.

Com o MP

Postar um comentário

0 Comentários